Marx nasceu há 200 anos…

foto-karl-marx

Transcrevemos de Informations ouvrières (Informações Operárias, semanário do Partido Operário Independente, de França) uma pequena nota sobre o bicentenário do nascimento de Karl Marx, da autoria de Michel Sérac, publicada no seu nº 485, de 10 de Janeiro de 2018. (Ler aqui)

Anúncios

Catalunha: Libertação dos prisioneiros políticos catalães e fim das perseguições judiciais!

catalunha_12012018

Manifestação em Madrid de apoio aos presos políticos da Catalunha.

Transcrevemos de Informations ouvrières (Informações Operárias, semanário do Partido Operário Independente, de França) uma análise da actual situação na Catalunha, da autoria de Angel Tubau, publicada no seu nº 485, de 10 de Janeiro de 2018. (Ler aqui)

Conferência Mundial Aberta, contra a Guerra e a Exploração

foto_ait

Entre os dias 8 e 10 de Dezembro, reuniram-se na Argélia 230 militantes ligados a diferentes organizações sindicais, partidos políticos ou associações de trabalhadores, oriundos de 42 países dos continentes asiático, africano, americano e europeu.

Tratou-se da realização da 9ª Conferência Mundial Aberta, contra a Guerra e a Exploração, convocada pelo Acordo Internacional dos Trabalhadores e dos Povos (AIT) e pelo Partido dos Trabalhadores da Argélia (PTA), força política que tomou a seu cargo todo o processo de acolhimento dos militantes e organização dos trabalhos da Conferência.

À semelhança das anteriores conferências, não pretendeu concorrer com qualquer organização sindical ou força partidária, como o sublinhou Louisa Hanoune, Secretária-geral do PTA, logo na sessão de abertura dos trabalhos.

Esta Conferência constituiu um espaço de partilha de experiências e de pontos de vista entre militantes operários e anti-imperialistas, tendo usado da palavra 90 delegados, movidos pela mesma preocupação: ajudar as classes trabalhadoras e os povos de cada país a ultrapassar os obstáculos colocados nas suas lutas, diárias e concretas, para defender os direitos laborais e sociais, as conquistas da civilização humana e, por vezes, a própria sobrevivência.

A delegação portuguesa foi constituída por cinco militantes, dois dos quais docentes ligados ao SPGL, um deputado do BE, o Coordenador do Sector do Trabalho (também do BE) e uma trabalhadora da Marinha Grande. À semelhança de todas as outras delegações, também a nossa foi inteiramente financiada pelas contribuições de trabalhadores e militantes portugueses.

A Conferência conclui-se com uma Declaração (clique aqui para ler a declaração), expressando o conteúdo das diferentes intervenções, começando por assumir a solidariedade total e completa com a luta do povo da Palestina, e o acordo para a realização de um novo Encontro com representantes das delegações presentes, a fim de decidir eventuais iniciativas de solidariedade e a formação de um Comité de Ligação Internacional.

Saiu o nº 131 de “O Militante Socialista”

MS_131_capa

Leia aqui o editorial de “O MILITANTE SOCIALISTA” N.º 131

Quer receber o jornal completo “O Militante Socialista” em sua casa, ou na sua caixa de correio electrónico?

Então siga os seguintes passos:

  1. Faça o download (aqui) da ficha de assinatura;
  2. Preencha directamente no seu computador a ficha de assinatura;
  3. Faça o pagamento da assinatura através de depósito bancário na conta do POUS na CGD (IBAN: PT50003506970059115343072);
  4. Envie a ficha de assinatura e o comprovativo de pagamento da assinatura para pous4@sapo.pt, ou por carta para:

“Redacção e Administração do Militante Socialista”
R. Santo António da Glória, 52 B, c/v C , 1250 – 217 Lisboa

Para qualquer esclarecimento, por favor, não hesite em entrar em contacto connosco através do endereço de correio eletrónico pous4@sapo.pt.

A situação no Zimbábue

ZIMBZBUE

Trabalhadoras agrícolas no Zimbábue.

Bastante tinta tem corrido ultimamente na nossa Comunicação Social sobre a situação tanto em Angola como no Zimbábue, fazendo um certo paralelo entre os dois países. Se é mais fácil descrever e compreender a evolução em Angola – com a perda de poder político do ex-Presidente José Eduardo dos Santos e do seu clã – já a realidade do Zimbábue é, na maioria das vezes, muito mal contada. Por isso, nos pareceu útil apresentar esta análise da situação desta ex-colónia do Reino Unido, feita por Lybon Mabasa, Presidente do Partido Socialista da Azânia (África do Sul). (Ler aqui)