PCP quebra, mais uma vez, a “união nacional”

O PCP, em conferência de imprensa, anunciou que se recusa a estar presente durante a sessão solene que vai acontecer hoje (21 de Abril) à tarde na Assembleia da República, onde Zelensky (o Presidente da Ucrânia) se vai dirigir aos deputados.

De acordo com Paula Santos, líder do Grupo parlamentar do PCP, “a Assembleia da República é um órgão de soberania e não pode ser instrumentalizada nem um palco para contribuir para a escalada da guerra”.

Neste ponto, o PCP tem razão. Ao ouvir só uma das partes em confronto, os partidos da Assembleia da República que votaram a favor desta “sessão solene” não estão a contribuir para o estabelecimento da paz, mas sim para a manutenção da guerra.

Nem NATO, nem Putin!

Fim da guerra!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s