Guerra na Síria: a responsabilidade das grandes potências

(artigo publicado no semanário Informations ouvrières, nº 415, de 18 de Agosto de 2016, do Partido Operário Independente, de França, da autoria de François Lazar)

Ruas_Kobané

 O advogado norte-americano Robert Kennedy Júnior recordava, num artigo escrito há seis meses, alguns factos que é útil relembrar agora.

Na Síria, a batalha pelo controlo da cidade de Alepo é extremamente violenta, encurralando centenas de milhar de civis. Desde há mais de cinco anos, a guerra na Síria provoca quotidianamente massacres e destruições, com o anúncio de vitórias de um “campo” e de contra-ofensivas do outro. Esta guerra – alimentada pelas grandes potências (EUA e Rússia), pelos vendedores de material bélico da União Europeia, tal como pelas monarquias do Golfo Pérsico, pelo Estado de Israel ou pela Turquia, todos procurando defender e consolidar os seus próprios interesses – não é a das forças do progresso contra as da ditadura, como nos é apresentada, de forma caricatural, pelos órgãos da Comunicação Social às suas ordens. Continuar a ler…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s