Em França, a resistência organiza-se

sala_assemb_CNRR

Perante a política do capital financeiro (personificada por Macron) e face à decadência dos partidos tradicionais, dois mil e quinhentos militantes operários, sindicalistas, eleitos,… de filiações diversas reuniram-se em Paris, a 10 de Novembro de 2018, ao apelo do Comité Nacional de Resistência e Reconquista (CNRR), em defesa das conquistas de 1936 (fruto da greve geral desse ano) e de 1945 (fruto da vaga revolucionária que se seguiu ao final da Segunda Guerra mundial). Continuar a ler

Anúncios

O capital financeiro e o seu instrumento, a União Europeia, têm a responsabilidade pelo caos em que a Europa se está a afundar

navio-afundando

Declaração do Secretariado Internacional da 4ª Internacional sobre a Europa

É preciso rendermo-nos à evidência: está tudo a postos para dar início a um novo episódio da “crise da dívida soberana” que sangrou, literalmente, a Grécia e o seu povo(1).

Actualmente é a Itália que deve, supostamente, desempenhar o papel assumido pela Grécia entre 2010 e 2015. Continuar a ler

Caminhada de Hondurenhos para os EUA

caminhada_Honduras_2

Transcrevemos um comunicado de El Trabajo (O Trabalho), da responsabilidade da Organização Socialista dos Trabalhadores, Secção mexicana da 4ª Internacional, publicado a 21 de Outubro de 2018.

 “Não somos criminosos, deixem-nos entrar, queremos trabalhar!”

Peña Nieto (1): “O México não permitirá a entrada de maneira irregular e, ainda menos, violenta”

Trump: “Enviarei o Exército para a fronteira sul” Continuar a ler

Itália: Quais as razões de fundo do braço-de-ferro entre o Governo italiano e a Comissão Europeia?

Braço_ferro_Roma_Bruxelas2

A Comissão Europeia rejeitou, a 23 de Outubro, o Orçamento apresentado pelo governo de Conte / Salvini / Di Maio para 2019. Deu três semanas à Itália para corrigir o seu texto e remete-lo outra vez, de acordo com as normas estabelecidas por Bruxelas. Continuar a ler

Depois das eleições no Brasil: Organizar a Resistência!

Fernando Haddad realiza uma caminhada pelo bairro de Heliópolis (SP)

Avaliação preliminar apresentada às companheiras e aos companheiros do DAP (1), que ainda deverá integrar a discussão nas instâncias do Partido dos Trabalhadores (PT). Alguns elementos para o balanço da segunda volta eleitoral de 2018.

Com os votos de 32% do total dos eleitores, o candidato do PT, Haddad, perdeu estas eleições para Bolsonaro, candidato da extrema-direita, apoiado pela classe dominante contra o PT na 2ª volta, com 39% dos eleitores. Cerca de 29% do eleitorado absteve-se, ou votou branco ou nulo. Continuar a ler

Brasil: Em legítima defesa, votar por Haddad!

Manif_apoio_Haddad

Manifestação de apoio a Haddad.

Divulgamos o Editorial de “O Trabalho”, de 23 de Outubro, que é da responsabilidade da Secção brasileira da 4ª Internacional, uma das correntes do Partido dos Trabalhadores (PT). 13 é o número da lista do PT nos actos eleitorais.

Foi desencadeada uma ofensiva sem pre­cedentes contra a vitória de Haddad 13, depois que o PT arrancou um resultado vitorioso nas condições da primeira volta. Continuar a ler